A vida paralela de fotografia

Geovani é fotógrafo amador e gostaria de mudar esse quadro. Porém tem outra atividade profissional em empresa na qual é proprietário e não pretendo sair da mesma, ao menos por hora. Ele pergunta se é possível crescer como fotógrafo nesse panorama?

Ele pontua ainda que não gostaria de trabalhar com mercado de preços mais baixos, para que o volume de trabalho não seja grande, e já pratica preços maiores que o mercado da região. Seu objetivo é o mercado de retrato feminino, família e de casais, sendo que já atua como fotógrafo social, porém sem ter feito plano de marketing e vendas, pois quer lançar-se no mercado da forma correta.

Geovani tem uma realidade bastante comum a muitos fotógrafos, seja em início de carreira, ou mesmo já estabelecidos. Não é raro encontrarmos quem concilia a atividade de fotografia com outra atividade. Apensar de alguns mais tradicionalistas acreditarem que isso é um problema ou inviável, a prática mostra o contrário. E aqui não me refiro exclusivamente à fotografia, pois a conjuntura econômica atual leva cada vez mais profissionais das mais diferentes áreas a buscarem opções de renda complementares. Então, respondendo à primeira pergunta: sim, é possível crescer nesse cenário.

Na questão de conciliar outra atividade com a fotografia, Geovani tem uma vantagem estratégica, pois não é funcionários em uma empresa, mas empreendedor dono de seu próprio negócios, o que permite uma maior flexibilidade de horários. Mesmo que não tem essa facilidade, pode prosperar, especialmente nos mercados de fotografia social e retratos de família, onde os potenciais clientes também trabalham e passam o dia ocupados. Dessa forma pode-se usar o atendimento fora do horário comercia como um diferencial. Ofereça reuniões no início da noite ou aos finais de semana, quando não “atrapalharão o cliente” e permitirá a participação de todos os envolvidos (namorada, noivo, marido, esposa, etc).

Quanto ao posicionamento de mercado, Geovani acerta mais uma vez! Não importa em qual mercado você deseja atuar, seja ele de baixo, médio ou alto valor, o fundamental é saber desde o início qual é ele e já começar certo, cobrando o valor que esse mercado cobra. Se não se sente seguro em relação ao resultado, ao invés de reduzir os preços, prepare-se adequadamente, estude, capacite-se e esteja seguro para fazer o trabalho esperado pelo seu cliente, dentro do valor que você está disposto a cobrar. Outro erro comum nessa hora é comparar seu resultado aos grandes fotógrafos já estabelecidos e usados como referência. Lembre-se que todos começamos em algum lugar e nossa fotografia evolui fotografando. É um processo constante. Apresente seu melhor aos clientes e certifique-se de que aquilo que faz atende às expectativas de qualidade que eles têm.

Por fim, com relação à divulgação, o mais importante já foi feito. Existe um site estabelecido, com uma marca dentro do perfil dos clientes e as pessoas estão indicando clientes. Esse é o melhor caminho e usualmente o que traz mais resultados. Definir um plano de divulgação pode ser interessante, se perceber a necessidade de expandir o negócio. Nesse caso a recomendação é começar pelo simples: prospecte parceiros como salões de beleza, academias, lojas e estabelecimentos onde seu trabalho possa ser visto e mais clientes captados. Realizar ensaios com formadores de opinião de região é outra maneira interessante. Esse tipo de ação local costuma ser mais barata e mais efetiva do que os planos de divulgação tradicionais ou mesmo online.

Compartilhe:
Alex Mantesso

Alex Mantesso

Alex Mantesso é fotógrafo atuante desde 2008 nas áreas de Retrato Pessoal, de Família, Infantil e Pet. Em 2014 criou o Estúdio Fábrica para atender clientes de fast fashion, redes sociais e e-commerce. Combinando isso a sua experiência nas áreas de gestão e marketing, ministra cursos e workshops sobre carreira e negócios na fotografia, além de colaborar em publicações como a revista Fotografe Melhor, Fotomania, portal Photo Channel entre outros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.