O que estudar para ser fotógrafo profissional?


Jaqueline nos enviou um e-mail onde conta sua relação com a fotografia. Ao concluir o ensino médio ela pretendia cursar faculdade nessa área, porém algumas questões pessoais impossibilitaram esse caminho e ela optou por um curso básico, onde aprendeu a técnica e se destacou com bons trabalhos. Mesmo diante disso, na época ela deixou a fotografia de lado e passou a atuar em empresas.

Há pouco tempo ela deixou a atividade corporativa e iniciou com a irmã um serviço de diagramação de fotolivros para fotógrafos, porém com baixo retorno até o momento. Além disso ela voltou a ser procurada por pessoas para a realização de ensaios e trabalhos de fotografia, entre tanto sente-se insegura por não ter um diploma na área e pergunta o que fazer. Se deve cursar a faculdade e esperar 4 anos para iniciar sua atividade com mais segurança ou um curso básico seria suficiente.

Cursar um curso superior de fotografia sem dúvida traz benefícios, tanto no conhecimento técnico, quanto (e especialmente) no referencial fotográfico. Os colegas que conheço que vieram desse caminho possuem trabalhos solidamente diferenciados. No entanto essa não é a única forma de ingressar na profissão. Longe disso, uma vez que a maioria dos fotógrafos não fez um curso superior de fotografia.

A segurança que você procura não é conquistada apenas com cursos. Ela vem mais do treino e da prática. Se já existem pessoas te chamando é porque reconhecem seu talento, independente de cursos. Nesse caso meu conselho seria fazer um ou dois trabalhos em caráter de teste, sem cobrar pelas fotos e avaliar como se sai. Nesse caso deixe o cliente avaliar, pois costumamos ser mais exigentes do que eles.

Com as fotos feitas, e tendo a facilidade de você atuar na montagem de fotolivros, faça um “álbum sugestão” e oferecer ao cliente. Dessa forma poderá gerar algum valor mesmo com o trabalho de teste.

Caso não se sinta segura tecnicamente, é válido começar pelos cursos online, ou mesmo um básico rápido. Aprenda tudo que puder sobre seu equipamento e como usá-lo de forma eficiente. Além disso busque referências fotográficas na internet dentro do estilo que gostaria de desenvolver e tente reproduzir o resultado.

Quanto ao seu negócio de produção de álbuns, sei que alguns fotógrafos utilizam esse serviço de forma terceirizada, mas acredito que isso será cada vez mais raro, até em vista da redução de despesas e facilidades atuais com softwares de diagramação. Porém é um ótimo suporte e diferencial para seu negócio de fotografia.

Compartilhe:

Deixe uma resposta